CategoriesCURIOSIDADES

Vitiligo: saiba as causas das manchas na pele e os cuidados necessários

O vitiligo é uma doença de pele caracterizada pela perda gradativa da pigmentação cutânea que causa manchas brancas no corpo. Um dos casos mais conhecidos da doença foi o do cantor Michael Jackson, mas o que poucos sabem é que a doença é considerada comum e pode chegar a mais de 150 mil casos por ano apenas no Brasil.

Até o momento, a causa do problema não está totalmente esclarecida mas, estudos apontam que fatores como genética, exposição ao sol, estresse, traumas e doenças psicológicas podem influenciar no surgimento ou agravamento da condição e pode acometer, igualmente, homens e mulheres em todas as faixas etárias e etnias.

Como dito anteriormente, o principal sintoma do vitiligo é o aparecimento de manchas brancas em determinadas áreas do corpo, principalmente nas áreas sujeitas à maior fricção. Rosto, cotovelos, mãos, pés e genitais costumam ser as zonas mais afetadas, mas a doença pode acometer até o couro cabeludo, quando o cabelo também perde sua
cor original.

Apesar de o vitiligo não ter cura, existem diversos tipos de tratamento que ajudam a manter o controle das manchas. A escolha da terapia deve ser feita a partir de acompanhamento e indicação médica, pois o especialista vai avaliar as características, extensão e localização das lesões para, assim, indicar o melhor tratamento.

Em geral, o tratamento visa controlar o avanço da doença ao estimular o crescimento dos melanócitos e trazer de volta e manter a cor natural da pele. Cada organismo vai responder de uma forma por conta das inúmeras variáveis que precisam ser observadas, mas uma coisa é certa: quanto mais cedo o tratamento tiver início e quanto menor for a
área afetada, melhores serão resultados.

A luz ultravioleta auxilia no tratamento do vitiligo, mas o excesso de sol é prejudicial para quem tem a condição. Para isso, é importante adotar algumas medidas para proteger a pele dos raios solares, como usar protetor solar constantemente, optar por roupas que protejam do sol, evitar bronzeamento artificial e usar produtos seguros que possam dar cor à pele como autobronzeadores, corretivos ou maquiagem.

CategoriesCURIOSIDADES

Cuidados pós-tatuagem: Dicas para cuidar da sua pele

Após fazer uma tatuagem é muito importante cuidar da pele, não apenas para evitar uma possível infecção, como também para garantir que a arte fique bonita e nítida por muito mais tempo. Para isso, é preciso ter atenção redobrada aos cuidados que começam antes mesmo da realização do procedimento.

Primeiro, é importante entender o processo da fixação da tatuagem na pele. Nosso corpo é formado por várias camadas e nem todas se renovam. A tatuagem se forma na derme, que fica logo acima da hipoderme – a camada mais profunda de todas – e abaixo da epiderme – que sofre constante renovação.

Para isso, os tatuadores utilizam agulhas que penetram até a camada da derme para a introdução dos pigmentos. Assim, a tinta se mantém fixada nas células sem se deslocar para outras partes.

Além da sua difícil remoção, a presença dos pigmentos pode desencadear reações inflamatórias ou alérgicas na pele. Por estar presente em uma camada que não se renova, os cuidados com a tatuagem recém-feita são indispensáveis. Confira a seguir algumas dicas para cuidar da sua pele corretamente:

1. Hidrate sua pele
Hidrate muito bem a região que será tatuada, especialmente nos lugares mais ressecados, como joelhos, cotovelos, pés e mãos. A pele hidratada pigmenta com mais facilidade, tornando o processo mais simples e menos doloroso.
É essencial investir na hidratação constantemente após o procedimento também. O hidratante auxilia na cicatrização e ajuda no fortalecimento da barreira cutânea, além de deixar a arte mais bonita e a pele mais saudável.

2. Faça a higienização corretamente
A higienização correta da sua tatuagem evita infecções e coceiras. Lave muito bem com sabonete antisséptico antes de trocar o plástico de proteção e passar a pomada. Nunca utilize buchas e sabonetes com cheiros fortes para fazer a limpeza, pois isso pode causar alergias e/ou infecções.

3. Utilize produtos cicatrizantes
Esse é um dos principais hábitos que devem ser mantidos nos cuidados pós-tatuagem. Portanto, você pode utilizar produtos que ajudam na cicatrização, como o Tegum que vai fazer as casquinhas se soltarem mais rápido sem machucar e vai aliviar a coceira.

4. NÃO coce!
Coçar a pele após fazer a tatuagem pode causar lesões e desacelerar o processo de
cicatrização. Nessas horas, você pode dar alguns “tapinhas” sem força. Caso a coceira
seja extrema, converse com o tatuador ou visite um dermatologista, pois pode ser uma
reação alérgica.

5. Fuja do sol
Evite ao máximo expor a tatuagem ao sol no primeiro mês, principalmente, sem protetor solar. Locais com muito sol e com água – como piscina, mar e lago – são mais propícios a conter bactérias infecciosas que podem desacelerar a cicatrização e causar graves processos de infecção, além de prejudicar a pigmentação da tinta.

6. Evite alimentos gordurosos
Comidas muito gordurosas, temperadas e condimentadas podem causar reações alérgicas no local tatuado. Opte por alimentos de origem natural como saladas, frutas e produtos integrais.

CategoriesCURIOSIDADES

Sabia que Tegum pode ser usado após fazer a barba?

Fazer a barba é um cuidado que está na rotina da maioria dos homens e por parecer simples não significa que precise de menos cuidados especiais. Se barbear de forma indevida pode acarretar diversas questões de pele como: foliculite, micose, dermatite seborreica, acne cística, pelos encravados e pediculose.

É recomendado fazer a barba durante ou logo após o banho com água morna, já que o calor e vapor abrem os poros e deixam os pelos mais macios, fazendo com que a lâmina deslize com mais facilidade sobre a pele, evitando irritações e inflamações. Orientamos também que se aplique na pele antes de passar a lâmina, creme ou gel (sendo creme para peles secas e gel para peles oleosas).

A lâmina também faz a diferença, é ideal que se use aparelhos que quanto menos agridam a pele melhor, nisso deve-se estudar qual o melhor método que combina com seu estilo de vida e com a sua pele. Sendo eles: o aparelho elétrico, a lâmina de barbear ou a depilação definitiva com laser. Use apenas as lâminas três ou quatro vezes, sempre tendo bastante cuidado com a higienização da mesma, caso contrário elas podem acumular bactérias e fungos. Também é importante nunca usar o aparelho/ lâmina de barbear no sentido contrário do crescimento dos pelos,
isso pode causar pelos encravados.

Após ter se barbeado recomendamos o uso de Tegum, pois ele proporciona cicatrização e alívio das agressões causadas pela lâmina, acalmando e hidratando a pele do rosto. Junto a isso recomendamos sempre que consulte um dermatologista já que poderá te passar um tratamento personalizado para seu tipo de questão de pele.

CategoriesCURIOSIDADES

A importância da podologia

Cuidar dos pés vai muito além da questão estética: não é só pintar as unhas, lixar o calcanhar e tirar cutículas. É uma questão de saúde e deve ser levada a sério. É preciso ficar atento a calosidades, unhas encravadas, micoses e uma série de outros problemas. Em casos mais graves, a indicação de um dermatologista é essencial, principalmente na questão de fungos, que acomete mais de 90% das pessoas.

O profissional de podologia trabalha com prevenção, tratamento e cura. Eles têm um amplo conhecimento sobre a patologia interna e externa dos pés e membros inferiores e possuem uma abordagem especializada para diagnósticos e tratamentos em comparação aos clínicos gerais.

Por receberem orientação em anatomia, fisiologia, biomecânica e microbiologia, o podólogo contribui para os cuidados que deverão dedicar aos seus pacientes, inclusive, nas áreas infantil, geriátrica e desportiva. Os atletas são mais propensos a terem lesões nos pés e pernas por conta de treinos e competições. Para isso, os podólogos oferecem avaliações, recomendações de treinamento e programas de reabilitação de lesões especialmente adaptados para atletas.

A podologia também é muito procurada por pacientes diabéticos, que tem um risco maior de desenvolver feridas. Em fase crônica, quando a doença já está bem adiantada, o diabético apresenta comprometimento da circulação,
principalmente nas extremidades, perda da sensibilidade e dificuldade de cicatrização em qualquer nível. Por isso, é muito importante que o diabético evite qualquer tipo de ferimento nos pés e siga certa rotina. Cabe ao podólogo
realizar o atendimento de todas as patologias apresentadas pelo pé diabético, respeitando os níveis de cuidados e encaminhando para profissionais especializados, se necessário.

É importante destacar que os pés precisam de cuidado durante o ano inteiro, mas no inverno a atenção precisa ser redobrada. Apesar de ser cultural, retirar as cutículas não é indicado. O ideal é que as unhas e cutículas sejam hidratadas. Tegum é uma emulsão biocompatível composto por óleo de andiroba, óleo de malaleuca,
colágeno, entre outros ingredientes que auxiliam no processo de regeneração do tecido através da nutrição celular.

CategoriesCURIOSIDADES

É verdade que a pele negra envelhece mais devagar?

O envelhecimento da pele ocorre para todos com o passar dos anos. Isso ocorre por causa da perda das fibras de colágeno e elastina, gerando o surgimento das linhas de expressão e rugas. Mas é verdade que a pele negra tem um envelhecimento tardio?

Segundo estudos, a pele negra carrega grande quantidade de melanina e possui um colágeno com mais qualidade, por conta das suas heranças genéticas. O pigmento da pele funciona como uma forma de protetor solar natural, garantindo proteção contra raios solares, sendo o sol um dos fatores externos mais envolvidos no envelhecimento. As fibras colágenas por serem mais densas, deixam a pele mais resistente aos efeitos do envelhecimento, como flacidez, rugas e linhas de expressão. Sendo assim o envelhecimento da pele negra em alguns casos pode ser apenas perceptível a partir dos 45 anos, já a pele clara ou morena podem ser notados a partir dos 25 ou 30 anos.

Por conta dessas informações há muitas pessoas negras que acabam não cuidando da pele já que elas acreditam não precisar. Isso é um grande mito e pode gerar muitos prejuízos à saúde. Pensamentos como esse são considerados uma grande negligência consigo mesmo. A pele negra requer cuidados diários assim como qualquer outra pele. É sempre muito bom se conhecer e cuidar da nossa saúde.

É recomendado a ida regular a um dermatologista que poderá analisar o tipo de pele do paciente e indicar qual os melhores produtos para uma rotina de cuidados com a pele. De forma geral é recomendado o uso de filtro solar para evitar o câncer de pele e manchas na pele, dermocosméticos, antioxidantes e limpeza de pele.

CategoriesCURIOSIDADES

Veja as dicas para melhorar o efeito de “ressaca” na pele

Já popularmente conhecemos alguns efeitos colaterais que o consumo de bebida alcoólica em excesso pode causar no dia seguinte no nosso organismo. A dor de cabeça e enjoos são sintomas comuns que são muito temidos e comentados por quem consome bebidas alcoólicas, mas você sabia que isso também afeta a saúde da sua pele?

O consumo exagerado de bebidas alcoólicas causa desidratação cutânea e em consequência acelera o envelhecimento da pele, já que há diminuição da oxigenação dos tecidos, aumentando os radicais livres. Além disso, também pode piorar quadros de acne e rosácea.

Quanto maior o teor alcoólico, maior a inflamação da pele. Sendo então tequila e vodca considerados os piores dentre as demais bebidas, podendo ocasionar até mesmo no aparecimento de espinhas. A cerveja aumenta a retenção de líquidos podendo deixar o rosto inchado e o vinho tinto e branco podem causar irritação na pele e vermelhidão.

Para ajudar nesse período de ressaca da pele, recomendamos beber bastante água, higienizar a pele, usar o hidratante de costume, alimentar-se bem e utilizar compressa gelada. Caso os sintomas permaneçam vá ao dermatologista.

CategoriesCURIOSIDADES

Mitos e verdades sobre a Drenagem Linfática

A drenagem linfática é uma técnica de massagem que auxilia o corpo a liberar o excesso de líquidos e toxinas quando nosso sistema linfático natural não cumpre sua função. A massagem é uma verdadeira aliada para quem deseja melhorar a saúde e mudar alguns aspectos estéticos.

Apesar de ter inúmeros benefícios relacionados a estética, se engana quem pensa que a drenagem linfática tem só essa finalidade. A técnica também é utilizada, por exemplo, em pós-operatório de várias cirurgias para prevenir a formação de edemas e em pós-parto para estimular a lactação e dessensibilização das mamas.

Diante das perguntas que costumam aparecer sobre o assunto, listamos os mitos e verdade sobre um dos tipos mais populares de massagem do mercado.

VERDADE – Drenagem ajuda a diminuir celulite
Como vimos anteriormente, a drenagem auxilia na liberação de líquidos, uma das principais causas da celulite. Consequentemente, a técnica não só previne o problema das celulites, como também melhora os aspectos das já existentes.

MITO – Drenagem emagrece
Esse tipo de massagem ajuda, na verdade, na eliminação de líquidos e toxinas acumulados no organismo, não havendo perda de gordura. Apesar de auxiliar na perda de medidas, o procedimento não impacta no emagrecimento.

MITO – Se a drenagem for bem-feita, imediatamente após o procedimento você vai ao banheiro urinar
Segundo especialistas, isso depende da quantidade de água que a pessoa retém, portanto, isso não é uma regra.

VERDADE – Drenagem ajuda a melhorar sintomas de TPM
O procedimento da drenagem atua na liberação de líquidos, o que faz com que as pessoas se sintam menos inchadas. Além disso, é possível ter vantagens relacionadas à diminuição dos sintomas de ansiedade por ter um efeito relaxante.

MITO – Drenagem mal feita pode dar íngua
A íngua só aparece por causa de processos inflamatórios ou infecciosos nos gânglios, não tendo nada a ver com um procedimento anterior.

CategoriesCURIOSIDADES

Mês do Outubro Rosa: Saiba mais sobre o Câncer de Mama

O Outubro Rosa é um mês no qual damos uma maior ênfase sobre o cuidado que toda mulher deve ter com seu corpo. Para o triênio (2020-2022), o Instituto Nacional de Câncer (INCA) prevê 66.280 casos novos de câncer de mama, para cada ano. Por isso, precisamos continuar a conscientização dos riscos existentes, hábitos que ajudam e maneiras de identificar o Câncer de Mama.

Muitas pessoas se enganam quando entendem que a presença de um nódulo é a confirmação da presença de um câncer. Na verdade, um nódulo pode ser benigno e não apresentar risco de se tornar cancerígeno. A predisposição genética é um ponto usado para se explicar a possível existência, porém para a maior parte dos pacientes, o câncer
se desenvolve por mutações aleatórias adquiridas ao longo da vida.

Uma maneira que talvez seja desconhecida por grande parte das pessoas para prevenção, são os hábitos alimentares saudáveis, que comprovadamente auxiliam na redução da mortalidade. As refeições devem conter, aproximadamente, 30% ou menos de proteínas animais como, por exemplo, carne, ovos e laticínios.

Dessa forma, é possível analisar que, quanto mais cedo descoberto o câncer, ele pode ter uma melhorar resposta ao tratamento, além da possibilidade de uma mudança do estilo de vida voltado a alimentação correta e até mesmo, a prática de exercícios físicos, melhorando o metabolismo e o sistema imunológico. Com base nisso,
podemos então, mulheres, lembrar que um toque pode salvar a sua vida.

CategoriesCURIOSIDADES

Cuidados com a depilação a laser

Apesar de serem formas mais acessíveis de se livrar dos pelos indesejados, as lâminas de barbear e a cera quente deixam a pele sensível e irritada, além de necessitarem de uma constante manutenção para se adquirir o resultado desejado. Por conta disso, muitos recorrem à depilação a laser que não só eliminam os pelos de forma mais rápida, como também tem resultados mais duradouros.

Para você que decidiu se livrar de uma vez por todas dos pelos indesejáveis, listamos
alguns cuidados com a depilação a laser para antes e depois do procedimento. Confira!

 

1. Evite a exposição solar e loções autobronzeadoras
Quando nos expomos ao sol, a produção da melanina é estimulada para proteger a pele dos raios ultravioletas. Se a pele estiver com uma quantidade aumentada de melanina durante o tratamento, existe o risco de adquirir manchas e queimaduras, uma vez que o feixe de energia é disparado quando em contato com a melanina presente no pelo. A pele tende a ficar um pouco sensível e vermelha após as sessões. Por isso, é importante evitar a exposição solar durante as primeiras e últimas sessões, além de ser imprescindível o uso de filtro solar nas áreas mais expostas durante todo o procedimento.

 

2. Fique longe da cera quente
Um dos principais cuidados com a depilação a laser é evitar qualquer coisa que perturbe os folículos pilosos (o poro por onde o pelo nasce). Isso significa que, pelo menos um mês antes de começar o tratamento, você deverá suspender o uso de produtos depilatórios que danificam a raiz dos fios como a cera quente e a pinça. O recomendado é que você use lâmina para aqueles pelos que ainda crescem e que, ao longo do tratamento, precisam ser reconhecidos pelo laser.

 

3. Use roupas leves
Por deixar a pele um pouco sensível, é legal evitar roupas grossas ou apertadas, pois o atrito na região tratada pode irritar mais ainda a pele e causar manchas. Na primeira semana após o procedimento, dê preferência aos tecidos leves e de fibras naturais como o algodão e evite os sintéticos que dificultam a respiração da pele.

4. Use protetor solar
Como dito anteriormente, a exposição solar direta deve ser evitada para o sucesso do tratamento. Se não for possível, certifique-se de cobrir a área com roupas leves e abuse do filtro solar. Reaplique o protetor com frequência, principalmente se você molhar a pele ou transpirar em excesso.

5. Hidrate a pele
Normalmente, as peles mais sensíveis apresentam mais vermelhidão após depilar e, às vezes, podem sentir ardência no local. Para esses casos, aposte em hidratantes com princípios calmantes para aliviar a pele. Tegum ajuda a regular os melanócitos e a prevenir manchas nas axilas e virilha. A aplicação uma semana antes da depilação fortalece a pele, ameniza a inflamação, o ardor e previne o surgimento de pelos encravados.

CategoriesCURIOSIDADES

Chocolate causa espinha?

Apesar de trazer inúmeros benefícios para a saúde, muitos consideram o chocolate o verdadeiro vilão por trás do surgimento daquelas espinhas indesejadas. No entanto, a única ligação entre a produção exagerada de sebo e o alimento é a ingestão em excesso de suas variações mais gordurosas.

O fato é que não existem estudos científicos que comprovem a relação direta entre o chocolate e o aparecimento de acnes. O que acontece é que o alimento possui altos índices glicêmicos, fazendo com que a glicose chegue no sangue rapidamente e estimule um pico de insulina, responsável por levar o açúcar para dentro da célula. Com isso, há mais chances de agravar a acne em pacientes com predisposição para o quadro.

Ou seja, o chocolate em si não é inimigo de uma pele bonita. Muito pelo contrário. Ele pode trazer várias vantagens para a pele e para a saúde já que ocupa o primeiro lugar no ranking de qualidade e antioxidantes. Por ser rico em alguns minerais essenciais como potássio, magnésio e cobre, o consumo moderado de chocolate previne o envelhecimento precoce da pele e doenças cardiovasculares.

Embora o consumo de chocolate possa trazer benefícios para nossa saúde, seu consumo excessivo deve ser evitado. Por conta dos açúcares, o alimento pode contribuir para o aparecimento de diabetes, agravar as taxas de colesterol e triglicerídios e favorecer o ganho de peso.

Portanto, é importante saber dosar e extrair o que há de melhor no chocolate. Afinal, outra importante propriedade do chocolate é sua capacidade de estimular substâncias neurotransmissoras no sistema nervoso central, responsável pelo humor e bem-estar.